Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Síntese histórica do processo

Lançamento do projeto em Lisboa dia 15 de janeiro de 2015

O consórcio responsável pelo ClimAdaPT.Local é liderado pelo centro de investigação CCIAM/CE3C da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, e constituído por entidades portuguesas e norueguesas (académicas, empresas, ONG e municípios) – entre as quais a Quercus – envolvidas em estudos, elaboração de estratégias e implementação de ações de adaptação, assim como no planeamento e gestão do território ao nível municipal e regional. O projeto ClimAdaPT.Local está integrado no Programa AdaPT, gerido pela Agência Portuguesa do Ambiente, IP (APA, IP), enquanto gestora do Fundo Português de Carbono (FPC), no valor total de 1,5 milhões de euros cofinanciados a 85% pelo EEA Grants e a 15% pelo FPC. O projeto beneficia de um apoio de 1,270 milhões de euros da Islândia, Liechtenstein e Noruega através do programa EEAGrants, e de 224 mil euros através do FPC.

O Presidente da CM de Ílhavo, Engº Fernando Caçoilo, assina, no dia 15 de janeiro de 2015, em Lisboa, no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa, o protocolo de parceria com o Consórcio ClimAdapt.Local, para elaboração da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC) de Ílhavo.

 

Grupo Presidente CMIlhavo

 

 

Encerramento do projeto em Coimbra no dia 9 de dezembro de 2016

Decorreu, no passado dia 9 de dezembro, a apresentação pública das Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC) dos municípios beneficiários do projeto ClimAdaPT.Local, pioneiro em Portugal, com o objetivo de iniciar um processo contínuo de elaboração de Estratégias Municipais de Adaptação e a sua integração nas ferramentas de planeamento municipal. No evento foram apresentadas as 26 EMAAC’s dos municípios beneficiários do projeto e entregues os certificados aos 52 técnicos municipais envolvidos na elaboração da cada EMAAC, ações que marcaram o culminar de um projeto pioneiro em Portugal, cujo sucesso só foi possível graças à dedicação e empenho de todos os envolvidos.

EMAAC Ílhavo

 

Rede de Municípios para a Adaptação Local

Durante o Seminário de Encerramento do projeto ClimAdaPT.Local, foi fundada a Rede de Municípios para a Adaptação às Alterações Climáticas, cuja missão é aumentar a capacidade dos municípios portugueses para incorporar a adaptação às alterações climáticas nas suas políticas, instrumentos de planeamento e intervenções.
A Rede, fundada pelos 30 municípios portugueses que já dispõem de Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas, está aberta à participação dos restantes municípios portugueses, designadamente dos que pretendam elaborar os seus planos municipais de adaptação às alterações climáticas, bem como de outras entidades (empresas, universidades, ONG ou associações) que desenvolvam atividade neste domínio.