Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Segunda edição do Territórios Públicos debate boas práticas da mediação cultural

Segunda edição do Territórios Públicos debate boas práticas da mediação cultural
30 Janeiro 2020

A Câmara Municipal de Ílhavo promove, nos dias 7 e 8 de fevereiro, a segunda edição do “Territórios Público”, organizada pelo 23 Milhas, projeto cultural do Município.

O Laboratório das Artes Teatro Vista Alegre volta a acolher dois dias de reflexão e debate sobre princípios e boas práticas nas áreas da mediação cultural e dos serviços educativos. Com o foco claro no envolvimento de públicos nas práticas artísticas e no acesso aos conteúdos e instituições culturais, o Territórios Públicos cria vários momentos de partilha com tempo para a troca ativa de ideias. Da música à literatura, do trabalho em comunidade à dança, há tempo para o debate, a reflexão e a partilha de ferramentas e boas práticas.

Este ano, foram convidados nove profissionais que, entre conversas e oficinas, vão apresentar programas, projetos e técnicas que têm mudado o panorama da mediação cultural em Portugal.

No painel da manhã do dia 7 de fevereiro, às 10h00, a proposta temática é a de “pensar por pensar”: um espaço de reflexão em torno dos planos nacionais e das estratégias para a educação das artes e da cultura, com Maria de Assis e Teresa Calçada que, através dos seus vastos percursos, conseguem trazer um entendimento global para práticas que se querem locais. Ambas são responsáveis pelo desenvolvimento de importantes estratégias que incluem novas ferramentas e metodologias para contextos ligados à educação e à mediação cultural.
À tarde partilham-se boas práticas.

Primeiro, às 14h30, com Hugo Ferreira e Miguel Ferraz. Há alguns anos que o tecido cultural local de Leiria tem sofrido visíveis transformações. Hoje, graças a algumas estruturas independentes e à visão de alguns mediadores, vários artistas residem e trabalham em Leiria, transformando este território num lugar efervescente no panorama cultural português. Partindo da música, mas também passando pelas artes visuais, a Omnichord Records, a CASOTA Collective e a SERRA são responsáveis por editoras, estúdios de gravação, espaços de residência, projetos em escolas, festivais e agenciamento de vários artistas.

Segue-se depois, pelas 16h00, a Susana Menezes do LU.CA - Teatro Luís de Camões.

O “Teatro LU.CA - Lugar para as Crianças para os Jovens e para as Artes” tem criado nos últimos anos um lugar muito próprio para o teatro da infância, atento e dedicado a este público em específico. Um espaço dedicado à programação, mas também um motor para a criação de artística dedicada à infância.

O segundo dia dos Territórios Públicos é dedicado à formação, contando com quatro oficinas.

De manhã, em parceria com a Acesso Cultura, Andreia Brites orienta uma formação sobre leitura e bibliodiversidade na Biblioteca Municipal de Ílhavo. Ao mesmo tempo, no Laboratório das Artes Teatro Vista Alegre, Vera Alvelos, com uma longa experiência na criação de ligações com a comunidade, trabalhará uma oficina sobre teatro.

À tarde, na Vista Alegre, Leonor Barata, coreógrafa e bailarina, licenciada em filosofia, orienta uma formação sobre essas disciplinas. À mesma hora, no Museu Marítimo de Ílhavo, Susana Gaudêncio, artista plástica e responsável por diferentes serviços educativos, partilhará as suas experiências, precisamente, nesse percurso.

As inscrições podem ser efetuadas através da Bol – Bilheteira Online, em ilhavo.bol.pt, com o custo de 20 euros o bilhete geral (inclui conversas e duas oficinas), 10 euros o bilhete para o primeiro dia e 10 euros cada oficina.

Mais informações em através do 23milhas@cm-ilhavo.pt ou pelo telefone 234 397 260.