Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Escolas do Município de Ílhavo acolhem Ações de Sensibilização sobre a nova espécie invasora dos oceanos: o Plasticus Maritimus

Escolas do Município de Ílhavo acolhem Ações de Sensibilização sobre a nova espécie invasora dos oceanos: o Plasticus Maritimus
29 Janeiro 2019

Atenta à problemática da poluição marítima, a Câmara Municipal de Ílhavo vai promover amanhã, dia 30 de janeiro, ações de sensibilização para o uso mais sensato dos plásticos junto das Eco-Escolas 2,3 e Secundárias do município, com turmas que se encontram a participar num outro projeto de monitorização do lixo marinho: o "Coastwatch Europe".

Refira-se a este propósito que a Câmara Municipal há muito desenvolve trabalho integrado nesta que passou a ser uma problemática mundial, seja com a participação, há 17 anos consecutivos, no projeto "Coastwatch Europe", seja com a participação no projeto nacional de monitorização do lixo marinho nas praias segundo a diretiva OSPAR, as quais conduziram a que Ílhavo fosse, em 2016, um dos municípios nacionais subscritores da Carta Compromisso de Redução do Lixo Marinho.

Assim e sob o enquadramento do "Coastwatch Europe", no qual as referidas escolas estão inscritas e têm realizado um trabalho meritório nesta matéria, o Município de Ílhavo vai receber a bióloga Ana Pêgo, autora do livro “Plasticus Maritimus - Uma espécie Invasora”, com o seguinte programa:

  • 09h00 - EB José Ferreira Pinto Basto (Ílhavo)
  • 10h35 - EB 2.º Ciclo da Gafanha da Nazaré
  • 11h35 - EB 2,3 da Gafanha da Encarnação
  • 14h00 - Escola Secundária da Gafanha da Nazaré

 

capa-plasticus-maritimus

Plasticus Maritimus - Uma espécie Invasora

"Quando era pequena, a bióloga Ana Pêgo não brincava no quintal, mas quase sempre na praia. Fazia passeios, observava as poças de maré e colecionava fósseis. À medida que foi crescendo, apercebeu-se, porém, de que uma nova espécie invasora se tornava cada vez mais comum na areia: o plástico. Para melhor alertar para as suas consequências na vida do planeta, Ana decidiu colecionar e dar um nome a esta espécie. Chamou-lhe Plasticus maritimus, e desde então nunca mais lhe deu tréguas, iniciando um projeto de sensibilização para um uso mais sensato dos plásticos.
Inspirado neste projeto, este livro contém informação sobre a relação entre o plástico e os oceanos. Inclui também um guia para preparar idas à praia, com o objetivo de colecionar e analisar exemplares desta espécie. Objetivo: motivar para a mudança. O Plasticus maritimus merece ter os dias contados!”