Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

14.000 Plantas dão uma “mãozinha” às dunas na luta contra a erosão costeira e na Adaptação às Alterações Climáticas

14.000 Plantas dão uma “mãozinha” às dunas na luta contra a erosão costeira e na Adaptação às Alterações Climáticas
07 Março 2016

Depois de em maio de 2014 ter sido iniciada a operação de reconstrução do areal da Praia da Barra, seriamente afetada pelo então rigoroso inverno de 2013, numa ação que envolveu a recarga com 350 mil metros cúbicos de areia, foi agora chegada a vez de consolidar todo aquele trabalho de parceria entre a Câmara Municipal de Ílhavo e a Agência Portuguesa do Ambiente.


Assim, duas turmas de Eco-Escolas do Município de Ílhavo - a EB 2,3 José Ferreira Pinto Basto e a EB1 da Chave - juntaram-se ao Vereador do Ambiente Marcos Ré e ajudaram a dar “uma mãozinha” às dunas, deixando assim a sua marca positiva no combate à erosão costeira.


Esta intervenção prevê a colocação de 14.000 pés de estorno (planta apropriada à estabilização do cordão dunar) para uma área a renaturalizar de aproximadamente 7.000 m2, em toda a extensão do cordão dunar compreendido entre o Molhe Sul e o apoio de praia offshore, e tem um valor de investimento global de aproximadamente 5.000,00 euros por adjudicação da Câmara Municipal de Ílhavo à empresa Espojardins (empresa com intervenções recentes na obra de reforço do cordão dunar Costa Nova – Mira).


Ela surge também na sequência do dedicado trabalho que a Câmara Municipal de Ílhavo vem a emprestar, desde sempre, à Gestão das Zonas Costeiras e Ribeirinhas, e a que agora a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas virá dar ainda mais enfoque. O reforço do cordão dunar e a sua renaturalização foram duas das medidas consideradas prioritárias na Adaptação às Alterações Climáticas, quer por parte da Estrutura Técnica, quer por parte dos denominados “stakeholders” envolvidos em todo o processo, em nome do futuro e da segurança.