Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook
Início
Visite ÍlhavoVisit Ilhavo

Biblioteca Municipal de Ílhavo - visitas temporariamente encerradas

Img 1148 edited min 1 1024 2500

 

A sua reabilitação, projeto realizado pela ARX Portugal, tratou, no fundo, de compatibilizar harmoniosamente o novo edifício da Biblioteca Municipal de Ílhavo com o antigo solar/palácio. A capela (Nossa Senhora das Neves) foi restaurada na sua essência espacial preservando os seus elementos mais importantes, incluindo o mobiliário contemporâneo especificamente concebido para o espaço, tal como o novo retábulo de Pedro Calapez “Neve de Espinhos”, que repõe a tipologia e sentido de policromia original.

 

A Biblioteca Municipal de Ílhavo está instalada no que resta do Solar Visconde de Almeida (também conhecido como Palácio de Alqueidão, Solar dos Ribeiros, Solar de N.ª Sr.ª das Neves ou Palácio dos Rebochos), edifício nobre datado do século XVII, mandado construir por Domingos André Ribeiro e sua esposa D. Maria Rita Sousa Pissaro, posteriormente alterado. Antes da reabilitação realizada em 2001, do edifício original subsistia apenas a fachada principal (sudeste) e a Capela, ambas em ruína, e da antiga cocheira, que rematava o conjunto a sudoeste, já nada restava. O que existia ainda do edifício original eram elementos de arquitetura qualificada, nas proporções do desenho e elegância do trabalho de cantaria.

 

Moradia de alguns dos mais influentes políticos regionais dos séculos XVII e XVIII e também de Dona Maria Benedita de Souza Queiroz Pizarro, querida e venerada Baronesa de Almeidinha, o Solar de Alqueidão, alia o interesse arquitetónico ao interesse histórico. Dos moradores destacam-se também João de Sousa Ribeiro e Silveira, Capitão-mor de Ílhavo, que, a suas expensas, abriu uma barra na Vagueira, ligando a laguna ao oceano e assim escoando para o mar a água que inundava os campos ribeirinhos. Um outro morador foi o capitão João de Sousa Pissaro, liberal que acabaria por morrer no combate da Cruz de Morouços em 1828.

 

Referências arquitetónicas:

  • Nomeada para o “Prémio a la Obra de Arquitectura” da “V Bienal Iberoamericana de Arquitectura e Urbanismo”, Montevideo, Uruguai, 2006
  • Selecionada para integrar a exposição “Habitar Portugal 2003-2005”, CCB, Lisboa, 2006
  • Selecionada para integrar o guia técnico do Turismo de Portugal, IP: Portugal Contemporâneo
  • Distinguida com o International de Arquitectura Chicago Athenaeum, 2006

 

Projeto aqui... 

 

Av. General Elmano Rocha, Alqueidão

3830 – 198 Ílhavo

 

GPS: 40°36'19.5"N 8°40'16.2"W
Google Maps: 40.605416, -8.671162

Terça-feira a sábado: 10h00 ~ 18h30