Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Parceria Geral de Pescarias

Ata da PGP, 1922-09-30

CÓDIGO DE REFERÊNCIA

PT/CDI/PGP

 

TÍTULO

Parceria Geral de Pescarias

 

DATAS

1891-03-16 - 1999-12- 30

 

NÍVEL DE DESCRIÇÃO

Fundo/Arquivo

 

DIMENSÃO

105,5 ml.

 

SUPORTE

Papel

 

PRODUTOR

Parceria Geral de Pescarias

 

HISTÓRIA ADMINISTRATIVA

A família Bensaúde iniciou a sua atividade comercial nos Açores, em 1820, como importadora e distribuidora de têxteis originários do Reino Unido e como exportadora de cereais e laranjas, dando origem a um grupo de empresas que manteve, desde então, a sua natureza totalmente familiar.
Dedicando-se numa primeira fase às áreas estratégicas do comércio e dos serviços de navegação, o grupo expandiu as suas atividades e zonas de atuação a partir da segunda metade do século XX, fruto do sucesso até então alcançado, bem como da visão pioneira dos seus primeiros impulsionadores.
Ao longo das décadas que se seguiram, a família Bensaúde esteve associada a projetos inovadores, de cariz agro-industrial, a par de investimentos, na área financeira e industrial, que contribuíram para a integração dos Açores na economia continental. Assim, a partir dos Açores, o Grupo Bensaúde alargou a sua atividade de agentes e transportadores ao resto do país, desenvolvendo o seu negócio na Europa e estabelecendo contactos internacionais.
Com escritórios nos Açores e em Lisboa, para onde havia transferido a sua sede em 1870, a Bensaúde & C.ª Lda cria nesta cidade, em 16 de março de 1891, a Parceria Geral de Pescarias, Lda. (PGP), especializada na pesca do bacalhau, e a Empresa Insulana de Navegação, que passa a ligar o continente português aos Açores e à Madeira. A Parceria tinha sede no Barreiro, na Azinheira Velha.
O objetivo desta parceria era a indústria da pesca em todas as águas e por todos os meios apropriados e habituais. A 16 de março de 1891, por escritura, a Parceria comprou à firma Bensaúde & C.ª, todos os seus navios à vela e a vapor, já empregados nesta mesma indústria de pescarias, com todos os apetrechos, aparelhos, engenhos, redes, e demais utensílios. A PGP, dedicava-se à pesca e tratamento de bacalhau, tendo sido a primeira empresa portuguesa a enviar um arrastão a vapor para a pesca do bacalhau, em 1909.
Nos anos 30 do século XX houve no seio desta empresa um enorme passo em termos de modernização, nomeadamente através da encomenda de navios com o casco de aço para a sua frota, e do início da secagem artificial do bacalhau. Apesar desta modernização, a PGP continuou com a prática da pesca à linha, até à segunda metade do século XX.
A Parceria extinguiu-se a 30 de dezembro de 1999, tendo sido a respetiva documentação incorporada no Museu Marítimo de Ílhavo, por intermédio da Associação dos Amigos do Museu Marítimo de Ílhavo, a título de depósito, por protocolo assinado, em 14 de fevereiro de 2004, entre o Grupo Bensaúde e o Museu Marítimo de Ílhavo.

CONDIÇÕES DE ACESSO

O acesso a estes documentos rege-se pelo regulamento arquivístico em vigor.

 

INSTRUMENTOS DE DESCRIÇÃO

Guia, recenseamento.

 

NOTA DO ARQUIVISTA

Arquivo em processo de descrição.

 

DATA DE DESCRIÇÃO

2014

 

HISTÓRIA CUSTODIAL E ARQUIVÍSTICA

A documentação produzida pela PGP foi incorporada, a título de depósito, no Museu Marítimo de Ílhavo, com protocolo assinado em 14 de fevereiro de 2004 entre o Grupo Bensaúde, ao qual a Parceria pertencia, e o Museu Marítimo de Ílhavo, representado pelo Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo.

FONTE IMEDIATA DE AQUISIÇÃO OU TRANSFERÊNCIA

Grupo Bensaúde.

 

ÂMBITO E CONTEÚDO

A documentação reflete a atividade da Parceria Geral de Pescarias enquanto parceria marítima dedicada à pesca e tratamento de bacalhau.
O arquivo é constituído por documentos de contabilidade, correspondência, Recursos Humanos, legislação, relatórios, diários, desenhos e publicações.

SISTEMA DE ORGANIZAÇÃO

De momento encontra-se organizado por número de referência/inventário.

 

voltar