Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Bairros e Lugares

Zona Histórica de Ílhavo

 

 

A zona histórica da Cidade de Ílhavo caracteriza-se por um edificado antigo disposto ao longo de arruamentos estreitos, vielas e becos, elementos pitorescos e singulares que durante muitos anos conferiram primazia à circulação automóvel face ao elemento humano.

 

Numa perspetiva de Humanização e Animação da zona histórica da Cidade-Sede do Município, o Projeto de Qualificação Urbana e Ambiental do Casco Antigo da Cidade, concretizado pela Câmara Municipal de Ílhavo, durante os anos de 2011 e 2012 no âmbito do Projeto de Regeneração Urbana teve como principal objetivo materializar de modo concreto nesta área condições adequadas aos peões, potenciando o espaço público enquanto gerador de um maior usufruto da Cidade, com uma efetiva repercussão na qualidade de vida dos Munícipes e dos visitantes, reforçando o seu cartão de visita ao nível das Acessibilidades, Mobilidade e Inclusão e aproveitando todo o seu potencial de dinamização social, económico e cultural.

 

 

Bairro Operário da Vista Alegre

Lugar da Vista Alegre

3830 Ílhavo

GPS: 40º35’18.617 | -8º40’59.562’’

 

 

 

O Bairro Operário da Vista Alegre é um dos poucos casos portugueses, e o primeiro, em que uma iniciativa totalmente privada e filantrópica funda uma aldeia industrial desta escala, auto-suficiente e isolada de outros aglomerados urbanos.


José Ferreira Pinto Basto, o fundador da Fábrica de Porcelanas Vista Alegre, iniciou, em 1824, a sua construção, com o objetivo de albergar os operários que aí afluíam de todo o país, tendo por objetivo único o trabalho. A sua construção visou incentivar a formação artística dos trabalhadores, através da educação escolar e de atividades culturais, como o teatro ou a banda de música, que ainda hoje podem ser observados no local, que apresenta características bucólicas bem ao gosto de então e imbuídos do espírito artístico que norteou a conceção estética das porcelanas.


Revelando na época uma visão global e humanizante do empreendimento, o Bairro Operário é criado ao mesmo tempo que a construção da própria fábrica.


Como fator de atração e fixação de mão de obra, foram desenvolvidos todos os meios para se tornar auto-suficiente, antecipando as necessidades e evidenciando preocupações de caracter social, favorecendo desta forma a atracção e a fixação de mão de obra.


Para alem das instalações fabris, foram construídas casas de habitação para os operários e empregados, um colégio onde era ministrada a escolaridade primária e aulas de desenho, pintura e musica, garantindo a longo prazo operários para diferentes áreas funcionais da fábrica, um teatro que favorecia a coesão entre os operários e organizava os seus momentos de lazer, as unidades assistenciais que davam uma ideia de segurança e melhoravam os níveis de fixação dos operários e ainda, um corpo de bombeiros.

 

 

Bairro da Malhada

Rua da Malhada

3830-141 Ílhavo

GPS: 40º36’25.452’’ | -8º40’31.735’’

 

  

 

Abraçando a riqueza dos recursos da Ria, instalou-se na margem nascente do Canal do Boco um típico Bairro de Pescadores, caracterizado pela presença de desenhos de temas marítimos no topo das suas casas.