Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Palco rádio do Festival Rádio Faneca aposta em vozes da rádio nacional. da cultura ilhavense e não só: Hugo van der Ding e Rui Miguel Abreu entre as propostas

Radio2018 1 1024 2500
20 Maio 2019

O Festival Rádio Faneca regressa nos dias 7, 8 e 9 de junho ao Centro Histórico da cidade de Ílhavo. Hugo van der Ding, Guilherme Gomes, Rui Miguel Abreu e Joana Espadinha são alguns dos nomes que asseguram os momentos especiais da programação de um dos palcos, o da rádio, desta edição.

Como o nome desvenda, o festival, de criação em comunidade, que combina concertos, performances, projetos comunitários, jogos e outras propostas nos becos e no centro da cidade, destaca-se pela existência de uma rádio, que funciona apenas durante o festival, e que tem o nome da cabine radiofónica que existia há muitas décadas em Ílhavo, no mesmo jardim, emitindo para ele, todos os domingos à tarde. Além de central de música e discos pedidos, esta rádio funciona como elemento agregador de um festival que torna vizinhos e cúmplices comunidade e artistas, dando-lhes palco e voz.

Se começou por ser uma frequência engavetada numa esquina da Calçada Carlos Paião (um dos muitos pontos de passagem do festival), em 2018, a rádio recentrou-se, ergueu-se diretamente no meio do jardim central, e estendeu-se num palco que os artistas do festival para outros desafios, vozes da rádio nacional, músicos, poetas, grandes figuras da cultura ilhavense ou apenas miúdos, brincando à Fauna e à Flora da região (a proposta dos Jogos da Rádio deste ano).

Em 2019, o desafio é para que se pensem e digam as palavras. No dia 7, o jornal local O Ilhavense monta uma tertúlia radiofónica para discutir passado e futuro das suas páginas; Domingos Cardoso apresenta o livro “Palabras co bento no leba”, assim mesmo, mal escrito se se quer bem dito, numa obra sobre o linguajar ilhavense; e Pedro de Tróia estreia a promessa de um projeto, “Estou bem aqui em Portugal”, videocast sobre banalidades, do autor e cantor que atua no dia seguinte num dos becos de Ílhavo.

Já no sábado, João Nuno Silva, o embaixador do bloque A Certeza da Música, encabeça o programa “As Certezas do Meu Mais Brilhante Amor”, uma viagem sobre as músicas portuguesas que o trouxeram pelo blogue e pela vida; Hugo van der Ding, na mesma linha do programa que assume na Antena 3, “Vamos todos morrer”, apresenta a rubrica “Olha, já lá está…”, em que fará um obituário humorístico de algumas figuras históricas ilhavenses; Mr.Gallini, um pujante John Lennon de Leiria, fala sobre as suas influências e toca o que delas brotou.

No último dia do festival, Joana Espadinha é levada a conversar primeiro na rádio, também sobre as suas influências, antes do seu concerto no Aquário dos Bacalhaus, no mesmo dia; “entre nós e as palavras há metal fundente” é o momento em que Guilherme Gomes, ator e diretor artístico do projeto CRETA - laboratório de criação teatral, em Viseu, faz uma seleção de poemas de autores portugueses, mas em grande parte ilhavenses, numa viagem pela poesia local, explorando a forma como ela nos “permite dialogar profundamente com as gentes de lugares que não habitamos”; ainda sobre palavras é o Rimas e Batidas que junta Rui Miguel Abreu e o artista ilhavense HAKA, para conversar, num momento que acabará numa atuação de HAKA; a programação da rádio fecha com o podcast Brandos Costumes, ao vivo, pela primeira vez, numa versão renovada, com o seu criador Pedro Paulos e a estreante (mas só neste formato) Marta Rocha, além do respetivo convidado.

A moderação da restante emissão da rádio estará a cargo de Maria Inês Santos. A rádio emite em FM, em 103,9, sendo possível ouvi-la em Ílhavo e arredores, mas estará online, em áudio mas também em vídeo, durante os três dias de emissão.

Uma rádio para ver e ouvir, em que todos os visitantes da Rádio Faneca são convidados a entrar, ficar para ver, pedir um disco e, quem sabe, ser também voz. O festival e gratuito e toda a programação está disponível no site e redes sociais do 23 Milhas.

 

Foto: Rádio Faneca 2018