Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Projeto Gafe Bike Lab entrega duas bicicletas pasteleiras à Câmara Municipal de Ílhavo

Gaf bike lab 1 1024 2500
15 Março 2019

Gafe Bike Lab é um projeto que envolve os alunos da Escola Secundária da Gafanha da Nazaré para a promoção de hábitos de mobilidade sustentável, através de um espaço de experimentação, inovação e empreendedorismo relacionado com a bicicleta.
Enquadrado no âmbito do projeto, na vertente da promoção da mobilidade e da recuperação de equipamentos cicláveis, um grupo de alunos da escola secundária entregou hoje, à Camara Municipal de Ílhavo, duas bicicletas pasteleiras a serem usadas pelos seus funcionários em deslocações laborais.
Esta iniciativa procurou ainda lançar o desafio à Câmara Municipal para que seja exemplo de boas práticas de mobilidade saudável.
O Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo, Fernando Caçoilo, acompanhado do Vereador do Pelouro da Educação, Tiago Lourenço, recebeu, das mãos dos alunos, as duas bicicletas pasteleiras que resultaram de uma recuperação total, realizada pelos alunos e professores, com componentes que iriam para a sucata, sendo o exemplo prático de como do velho se pode fazer novo e de como é possível agir e trabalhar para reduzir o desperdício e contribuir para uma melhoria do ambiente.
Fernando Caçoilo agradeceu o importante gesto e a louvável iniciativa, garantindo que as bicicletas terão o devido e adequado uso interno, salientando que «a mobilidade ciclável é uma preocupação da Câmara Municipal, como o espelha a rede de corredores que estão já concluídos, os que estão em execução e ainda os previstos em plano (PAMUS)».
A diretora do Agrupamento de Escolas da Gafanha da Nazaré, Eugénia Pinheiro, destacou o trabalho realizado pelos alunos e a importância educativa e cívica que este projeto Gafe Bike Lab representa para a Escola, sem deixar de «lamentar que o Estado, nomeadamente os Ministérios da Educação e da Administração Interna, ainda não tenha conseguido corrigir a situação da ausência de cobertura de Seguro Escolar no caso do aluno, docente ou funcionário de uma escola se deslocar de bicicleta para o estabelecimento de ensino», ao contrário do que acontece «quando se deslocam de carro, de autocarro ou, mesmo, a pé».
Esta realidade tem tido, por parte do Vereador do Pelouro da Educação, Tiago Lourenço, uma atenção cuidada e um trabalho permanente junto do Governo no sentido de ser corrigida, principalmente quando se apela ao uso de meios suaves de mobilidade, como a promoção da bicicleta, mas depois se encontram obstáculos e incoerências legais desta natureza.