Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook

Aproximação às instalações do Clube de Vela da Costa Nova

 

Vindo do Mar, a passagem da Barra deve ser feita com precaução, já que as correntes de maré se fazem sentir com bastante intensidade em determinados períodos, e após a obtenção de informação dos Pilotos da Barra e da Capitania do Porto sobre o estado do mar. Mesmo com boas condições de tempo e mar é aconselhável fazer a passagem da Barra nos períodos de enchente ou água parada.

 

Depois de passar a Torre dos Pilotos, e ao aproximar-se do dique central do triângulo, deve seguir-se pelo Canal de Estibordo deixando por Bombordo o Farolim de indicação de canal secundário para Estibordo.

 

Seguindo por esse canal, em deireção ao Cais da Lota de Pesca Costeira, encontrar-se-ão as Bóias Verdes que limitam o canal navegável até ao final do Porto de Pesca Costeira, a partir do qual se deve navegar de modo a passar pelo arco central da Ponte da Barra. Este arco tem uma altura livre para passagem de 13,5 metros, em preia mar de altura na Barra de 3,00 metros.

 

A partir do Porto de Pesca e até ao Clube de Vela da Costa Nova, os fundos são de 0,5 metros ao Z.H., no canal que se encontra delimitado por uma baliza (estaca) verde que fica cerca de 150 metros a sul da ponte e por outra baliza (estaca) verde que se encontra localizada a cerca de 50 metros a Leste da entrada do porto de abrigo do clube.

 

Este canal, que varia a sua profundidade e localização, com frequência, encontra-se normalmente no enfiamento do arco central da ponte, com o depósito de água da APA, situado por Norte do Navio Museu Santo André, enfiamento este que é de cerca de 225º. Este enfiamento corresponde à direção no sentido dos 225º de um pinheiro que está localizado ligeiramente a sul das instalações do CVCN.

 

A atracação nos Cais do CVCN carece de autorização prévia de pelo menos 48 horas que deverá ser solicitada à Direção.