Passar para o Conteúdo Principal Top
C.M. Ílhavo - Voltar ao início
share rss facebook
Início
Visite ÍlhavoVisit Ilhavo

Passeio no Jardim Oudinot

 

Google Maps: 40.643005, -8.729689‎
GPS: 40° 38' 34.82"N, 8° 43' 46.88"W
Gafanha da Nazaré

 

 

 

Situado na “ponta norte” do Canal de Mira, numa relação privilegiada entre a terra e a Ria de Aveiro, o Jardim Oudinot, na Gafanha da Nazaré, é atualmente um dos melhores e mais aprazíveis espaços públicos da Região da Ria de Aveiro, dotado de um vasto conjunto de valências desportivas e recreativas, espalhadas por onze hectares onde também é possível encontrar uma Praia Fluvial e um dos ex-libris do Município, o Navio Museu Santo André.

 

Esta obra, executada pela Câmara Municipal de Ílhavo em parceria com a Administração do Porto de Aveiro (APA), inaugurada em 10 de agosto de 2008, materializou uma aposta determinada e forte do Município na recuperação e requalificação de um excelente espaço público, devolvendo-o à população como o maior e melhor parque ribeirinho da Ria de Aveiro da atualidade.

 

Representando um investimento de 3.500.00,00 Euros, este espaço está dotado de várias e importantes valências, que se complementam e harmonizam numa área de onze hectares. Um ancoradouro de recreio, espaços de circulação pedonal, pista para bicicletas, parque de merendas, campos desportivos para a prática de futebol, basquetebol e ténis, parques infantis, um parque geriátrico (o primeiro a ser construído no Município), entre outros, são alguns exemplos das capacidades deste espaço público, que pode ser utilizado quer para o desfrute de momentos lazer, quer para a prática de atividades desportivas ao ar livre.

 

O Jardim Oudinot engloba igualmente uma praia fluvial (presente na memória dos habitantes locais como a antiga “Praia dos Tesos”) e um parque de estacionamento. Atualmente, dispõe também de um bar de apoio à praia fluvial aumentando a capacidade deste importante espaço do Município no seu desenvolvimento turístico enquanto o maior e o melhor parque ribeirinho da Ria de Aveiro. O restaurante panorâmico engloba uma réplica de uma antiga guarita….

 

A iluminação foi outra das preocupações na execução deste projeto, assumindo-se como um dos pontos fortes deste espaço público, que pode ser utilizado em segurança a qualquer hora do dia.

 

Localizado a norte do Canal de Mira, é um espaço público com grande importância para a Gafanha da Nazaré, para todo o Município de Ílhavo e, também, para toda a Região, dada a sua extraordinária qualidade paisagística e ambiental, numa aposta que é, também, patrimonial. De lá se avista a equilibrada e esguia Ponte da Barra. 

 

O Navio Museu Santo André, aqui ancorado, antigo arrastão bacalhoeiro, cujo interior está aberto ao público (com exceção das segundas-feiras), e que durante cinquenta anos, cruzou os mares do Norte, foi convertido em Pólo do Museu Marítimo de Ílhavo a 23 de agosto de 2001. Construído em 1949, na Holanda, por encomenda da Empresa de Pesca de Aveiro, o Santo André possui 71,40 metros de comprimentos, que contam a história vivida pelos lobos do mar na dura e emocionante epopeia do bacalhau, perpetuada na memória e costumes desta população de mãos dadas com o Mar.

 

O Jardim Oudinot localiza-se também junto ao Forte da Barra, imóvel de interesse público desde 1974, que pode ser apreciado do exterior. Continua a desempenhar funções de apoio à sinalização da navegação interna, tendo sido construído com linhas defensivas e baluartes angulados típicos da sua época. Na envolvente pode também ser encontrada uma unidade de alojamento, o Hotel Jardim Oudinot, e ainda a Capela da N. Sra. dos Navegantes, cuja construção se iniciou em 1863 pelo exímio Eng.º Silvério Pereira da Silva e que acolhe o culminar de uma das mais sentidas procissões náuticas da Ria de Aveiro, realizada todos os anos no terceiro domingo do mês de setembro.

 

É visitado regularmente por centenas de pessoas que usufruem deste espaço verde, partilhando momentos de descanso e lazer em família e também palco, em finais de agosto, do Festival do Bacalhau, um dos mais importantes certames gastronómicos da Região e do País, que inclui também grandes concertos musicais, uma mostra de artesanato municipal, entre outras atividades lúdicas.

 

Em agosto de 2012 foi também palco do Ílhavo Sea Festival, no âmbito da comemoração dos 75 anos do Museu Marítimo de Ílhavo. Para além de um conjunto vasto de iniciativas de índole cultural, gastronómica e desportiva, trouxe novamente a frota dos grandes veleiros, e, por essa via, alguns dos maiores e mais deslumbrantes exemplares do mundo, alguns dos quais antigos bacalhoeiros, tendo o Oceano e a Ria como pano de fundo.